anajur@anajur.org.br (61) 3322-9054

31 de julho de 2019

Nota da Anajur

A Associação Nacional dos Membros das Carreiras da Advocacia-Geral da União – Anajur recebeu com estranheza o conteúdo da Nota Conjunta divulgada pelo Sinprofaz e pela Anauni sobre a atuação dos Procuradores Federais no âmbito da AGU.

Embora o ambiente democrático seja um espaço para a ampla discussão e as entidades tenham o direito de questionar os estudos apresentados pela FGV sob o ponto de vista técnico, não há justificativa para que, no exercício desse direito, utilizem-se do expediente para atacar servidores que atuam na defesa das entidades públicas, classificando-os de “corporação ineficiente”.

É sabido que as discussões mais profícuas são aquelas travadas no campo das ideias, com prudência e respeito a todas as opiniões apresentadas.

A Anajur, na condição de entidade representativa dos Advogados Públicos integrantes das carreiras que compõem a Advocacia Pública Federal, entende que o fortalecimento da AGU depende de uma atuação conjunta e harmônica de todos os seus membros, não havendo qualquer ganho institucional com eventuais cisões entre as carreiras.

Eventuais mudanças na estrutura da AGU deverão passar por estudos técnicos internos e análises acerca do melhor modelo a ser adotado na busca de se alcançar a excelência na defesa do erário e do interesse público.

Na firme convicção de que a união de esforços entre todos os membros da Advocacia Pública Federal é o único caminho para o fortalecimento institucional da AGU, concluímos com o necessário registro de que a Anajur muito se orgulha dos Procuradores Federais que compõem o seu quadro associativo, assim como de todos os seus demais associados, independentemente da carreira à qual pertençam.